Follow Us emedelu

18 de julho de 2022

Ignorância sobre a própria burrice pode explicar muitos dos problemas da sociedade

17:45 0 Comments


Várias pesquisas psicológicas estão chegando à conclusão que a incompetência priva as pessoas da capacidade de reconhecer sua própria incompetência. 

Ou seja: as pessoas burras são burras demais para saber que são burras.

E essa desconexão pode ser responsável por muitos dos problemas da sociedade.

Com mais de uma década de pesquisa, David Dunning, um psicólogo da Universidade de Cornell, demonstrou que os seres humanos acham “intrinsecamente difícil ter uma noção do que não sabem”.

Se um indivíduo não tem competência em raciocínio lógico, inteligência emocional, humor ou mesmo habilidades de xadrez, a pessoa ainda tende a classificar suas habilidades naquela área como sendo acima da média.

Dunning e seu colega, Justin Kruger, agora na Universidade de Nova York, fizeram uma série de estudos nos quais deram às pessoas um teste de alguma área do conhecimento, como raciocínio lógico, conhecimento sobre doenças sexualmente transmissíveis e como evitá-los, inteligência emocional, etc.

Então eles determinaram as suas pontuações, e, basicamente, pediram que eles lhe dissessem o quão bem eles achavam que tinham ido.

Os resultados são uniformes em todos os domínios do conhecimento. 

As pessoas que realmente se saíram bem nos testes tenderam a se sentir mais confiantes sobre o seu desempenho, mas apenas ligeiramente. 

Quase todo mundo achou que foi melhor do que a média.

“As pessoas que realmente foram mal – os 10 ou 15% de fundo – acharam que seu desempenho caía em 60 ou 55%, portanto, acima da média”, disse Dunning.

O mesmo padrão aparece em testes sobre a capacidade das pessoas em classificar a graça de piadas, gramática correta, ou até mesmo seu próprio desempenho em um jogo de xadrez.

O pior é que não é apenas otimismo. Os pesquisadores descobriram uma total falta de experiência que torna as pessoas incapazes de reconhecer a sua deficiência.

Mesmo quando eles ofereceram aos participantes do estudo uma recompensa de US$ 100 caso eles classificassem seu desempenho com precisão, eles não o fizeram, achando que tinham ido melhor do que realmente foram. “Eles realmente estavam tentando ser honestos e imparciais”, disse Dunning.

Sociedade burra

Dunning acredita que a incapacidade das pessoas em avaliar o seu próprio conhecimento é a causa de muitos dos males da sociedade, incluindo a negação das alterações climáticas.

“Muitas pessoas não têm formação em ciência, e assim podem muito bem não compreender os acontecimentos climáticos. E como elas não têm o conhecimento necessário para avaliá-los, não percebem o quão ruim suas avaliações podem ser”, disse ele.

Além disso, mesmo se uma pessoa chegue a uma conclusão muito lógica sobre se a mudança climática é real ou não com base em sua avaliação da ciência, isso não significa que a pessoa realmente tinha condições de avaliar a ciência.

Na mesma linha, as pessoas que não são talentosas em uma determinada área tendem a não reconhecer os talentos e boas ideias dos outros, de colegas de trabalho a políticos. 

Isso pode impedir o processo democrático, que conta com cidadãos com capacidade de identificar e apoiar o melhor candidato ou a melhor política.

Conclusão: você deve se lembrar de que pode não ser tão bom quanto pensa que é. 
E pode não estar certo sobre as coisas que você acredita que está certo. 
E, além de tudo, se você tentar fazer piadas sobre isso, pode não ser tão engraçado quanto você pensa.

Afinal, tô ou não tô

02:20 0 Comments


 Entrando na sala mais doente do que já estava não esperou o médico convidar pra sentar.

Para quem ficou mais de duas horas esperando sentada não custava aguardar o médico falar:


Pode sentar! 


Mas, isso é outro detalhe. Não vamos encompridar essa história.


Pois não Dona Maria, disse o médico!

O que a senhora está sentindo?


- Doutor eu estou com aquela doença! disse ela!

Mas, que doença Dona Maria?

Aquela que não posso dizer o nome!


Mas, que doença é essa? A senhora tem algum resultado de exame?


Não senhor! Mas eu Tô com aquela doença!

Mas, que doença? pode me dizer o que está sentindo?


Os sintomas daquela doença que não posso dizer o nome e que:

Olhando para um lado e pra outro como para se certificar que não tinha ninguém ouvindo, cochichou quase no ouvido do médico:


Estou com aquela doença que começa com T.


O médico já quase meio impaciente com aquele mi mi mi disse:

Dona Maria, tenho que atender os outros pacientes e se a senhora não me diz o que sente não posso adivinhar o seu problema.


Mas, eu já disse doutor, eu estou com aquela doença! que começa com T e termina com E, o senhor é burro?


Tudo bem a senhora está com tosse!


E não permitiu que a Dona Maria desse continuidade à aquela conversa fez a auscultação dos seus pulmões e a encaminhou para a sala de raio x.


É cada uma!

Nunca podemos exigir que um médico seja adivinho!


Chegando a sala de raio x continuou com o seu diagnostico de 'estou com aquela doença que não posso dizer o nome'.


Por fim veio o resultado e o médico falou:


Dona Maria a senhora não está com " aquela doença que não pode dizer o nome", quer dizer Tuberculose e sim com tosse alérgica!


Mas, não podemos ter preconceitos nenhum ao respeito de qualquer coisa, principalmente no que se refere a doenças.


A tuberculose para ser tratada precisa que o seu portador não se esconda por trás do medo de rejeição.


Vá em paz e volte dentro de uma semana depois que tomar esse antialérgico!

17 de julho de 2022

A tosse de dona Maria

23:05 0 Comments


 E foi numa tarde dessas de muito sol que a Dona Maria depois de uma semana de febre foi ao médico.

Já faziam dois meses que tossia igualmente uma condenada, segundo ela mesma.

Já tinha tomado todo tipo de chá e nada de curar a sua tosse de cachorro.

Aquela tosse estrondosa que parecia mais um trovão.

Decidida lá se foi Dona Maria ao posto de saúde mais próximo da sua casa.


E chegando lá  depois dos procedimentos burocráticos dirigiu-se a sala de espera para aguardar a sua vez.

Tamanho foi o susto que aquele panorama lhe causou que entrou em estado de desespero com tanta gente tossindo.


Vixe Nossa Senhora!


Mas o seu estado de saúde era mais urgente que o medo de pegar uma gripe redobrada.

Só se ouvia peito chiando! gente tossindo, criança chorando, gente só o pó da rabiola, enfim, um desmantelo total cujo nome era um só: Tosse.


Por fim chegou a sua vez! depois de quase duas horas de espera entrou no consultório para se receitar segundo ela mesma.


E o desenrolar da consulta de Dona Maria eu conto na próxima postagem!


15 de julho de 2022

Passa Fome

17:26 0 Comments




  

Bem dramático este título não?


E quantas e quantas vezes os encontramos por ai. Carregando os seus pesados fardos, e como se não bastasse a cruz que carregam, são motivos de pilherias e chacotas!


- Com tanto emprego por ai!


- Vivem assim porque gostam de sofrer!


-Já se viciaram nesta vida, não tem jeito!


-Bandos de preguiçosos não trabalham por que não querem!


-Foi o vicio que os deixaram neste estado!


Como se não bastasse o sofrimento que os acompanha, aliás, esse povo já está tão sofrido, mas tão sofrido, que as dores da vida já não o atingem mais!


Perambulam por ai, sem destino, sem um objetivo de vida, sem uma identificação como pessoa, sem nada.


Sabe-se apenas que são humanos porque parecem com os humanos.


Varias situações da vida levaram esta pessoa ao desemprego. Cada desempregado possui a sua história. Depois do desemprego veio a inadimplência e a falta de ânimo para a luta pela vida e com estas, não restou outra saída: morar de qualquer jeito e somente Deus sabe como.


Situações que atraem situações e quem somos para medir a capacidade de uma pessoa em superar seus obstáculos.


Dificilmente dá-se emprego para quem não tem destino certo!


E passar fome?


Ah meu amigo! por mais que você seja entendido no assunto, você não sabe o que significa passar fome! 


Principalmente quem muito batalhou pelo seu pão de cada dia, quem sempre viveu decentemente! 


Você não sabe o que é o sofrimento de não ter o que comer!


Não sabe o que significa olhar pelos quatro cantos do seu pequeno mundo e não ter uma solução para o seu problema!


Conhecendo a história de alguns fiquei sabendo que a esperança não abandonou o coração sofrido e conseguiram sair do buraco negro do desemprego, da fome e da miséria.


Outros estão se restabelecendo através de mãos amigas que ainda existem neste mundo tão cheio de violências.


Outros estão por ai, precisando de uma mão que os ajude a se reconhecerem como gente, como humanos!

Não Falta Especialização! Falta mesmo é EMPREGO

17:02 0 Comments

 A minha homenagem a esses grandes poetas da embolada, que enriquecem a nossa cultura com a sua arte de improviso.



https://youtu.be/2-ur73VaBRQ


Eu vou contar, vou contar
Eu vou dizer, vou dizer
O que aprendi fazer
Sem ninguém me ensinar.

Faço picolé de manga
De uva, de castanhola
De maçã e de pitanga
Pastoro bode de campina
Tiro leite de turina
Curo doença de gado
Dou pau em cabra safado
Tudo eu sei e ninguém me ensina

Eu Vou Contar, Vou Contar

Aprendi fazer portão
Chave de roda de fenda
Ventilador pra moenda
Registro, gaz e bujão
Armário, sofá, fogão
Loló com a cocaína
Estrovenga, Tramontina,
Arame, grampo, alfinete
Sabão omo e sabonete
Tudo eu sei e ninguém me ensina

Eu Vou Contar, Vou Contar

Em bebida brasileira
Aprendi a fazer Pitú
Vinho São João e cabaú
Cana da roça brejeira
51 e rancheira
Cajuvita e cajuína
Pinga nordestina
Wisky, brama, shuá
Vinho, coca guaraná
Tudo eu sei e ninguém me ensina

Eu Vou Contar, Vou Contar

Tô fabricando transporte
Aprendi fazer corcel
Monza, landau e Gurgel
Toyota, rural, escort
Faço ônibus, carro forte
A álcool e a gasolina
Picape, Kombi e belina
Caminhão, caminhonete
D20, fusca e chevette
Tudo eu sei e ninguém me ensina

Eu Vou Contar, Vou Contar

Fabricando eu dou valor
Faço fita e Lp
Radio de mão e cd,
Bicicleta e gravador,
Vitrola televisor,
Galocha, tênis, butina
Maleta, Pala e tujina
Camisa, calção e calça
Mala com alça e sem alça
Tudo eu sei e ninguém me ensina

Eu Vou Contar Contar

Sei tirar mel de abelha
Dou injeção em cavalo
Compro jumento e galo
Cabrito, cabra, ovelha
Aprendi a fazer telha
Brasilite, grossa e fina
Anel de ouro e platina
Bala de aço dum dum
Motor rádio três em um
Tudo eu sei e ninguém me ensina

Vou Contar, Vou Contar

Trabalhando em padaria
Aprendi a fazer bolo
Pão doce, frances crioulo
Com massa limpa sadia
Trabalho na energia
Eletrica noma assassina
Talação de usina
Faço de chave ligada
Não levo choque nem nada
Tudo eu sei e ninguém me ensina

Eu vou contar, vou contar
Eu vou dizer, vou dizer
O que aprendi fazer
Sem ninguém me ensinar.


 
Lindalva e Lavandeira do Norte

Certas pessoas pensam, que elas são o QUÊ

15:12 0 Comments


Entre tantos absurdos que acontece pelo mundo afora, tenho uma breve história pra contar.

A minha tia, confecciona na sua residencia, pijamas, pijamas hospitalar, jalecos, uniformes etc, etc.

Quando um dia aparece um senhor e encomenda um conjunto de pijama.

Até ai tudo bem. Faz parte do trabalho da minha tia.

Foram feitas as medidas, foram acertadas as condições de pagamento e por aí vai.

E no decorrer dos dias que se passaram, o dito cujo passa a enviar para a minha tia via Whataspp videos de politica, desses que tem por ai de arrepiar os cabelos.

Ora, a minha tia nunca foi de se meter em politica, coitada, com mais de 70 anos, sua visão no momento é unica e exclusiva de fazer o seu trabalho, para poder sobreviver a nessa crise infeliz.

Vieram os primeiros videos

Ela não falou nada. Não respondeu.

Esperando que o tal senhor se tocasse.

Mas, diante da insistencia do Bolsonarista em mostrar os tais videos , a minha tia resolveu responder.

Para lhe pedir para não lhe enviar mais aqueles videos.

Que ela não se envolve em politica.

Que ela respeita as preferencias de cada um.

AH, MEU IRMÃO! NÃO PRESTOU VISSE!

Simplesmente cancelou o pedido
E foi um alivio pra minha tia

ALEGANDO QUE POR SER UM ... NÃO USA OS SERVIÇOS DE UM COMUNISTA.

Disse que a coitada não é patriota
que por ser um profissional ISSO, ISSO E AQUILO. NÃO USA OS SERVIÇOS DE COMUNISTA

MAS, O QUE É QUE É ISSO MINHA GENTE!

QUE GENTE É ESSA

QUE PAIS É ESSE

QUE MUNDO É ESSE


SERÁ QUE NESSE PAÍS HAVERÁ LUGAR OU ESPAÇO PARA NÓS QUE SOMOS A RABEIRA DO NOVE FORAS NADA
O QUE VAI SER DE NÓS E DA NOSSA VIDA SE VEMOS AS PIORES ABERRAÇÕES ACONTECENDO E TUDO VAI FICANDO POR ISSO MESMO!

a quem pode interessar o nosso sofrimento

eu pergunto

vamos continuar nessa

até quando




5 de março de 2020

A Quem Possa Interessar?

20:26 0 Comments

Em todos os departamentos da nossa vida, nós,os mortais vemos coisas que até Deus duvida. 
Quem já acompanha o blog da chica chata sabe que nasci numa cidadezinha do interior que na minha inocente concepção não devia um centavo pra ninguem. Se devia, não era do meu intrometido conhecimento.
Hoje, com certeza muita coisa mudou. Até mesmo aquela fartura não existe mais porque ouço muita gente falando dessa crise que obrigou muita gente a emagrecer sem fazer regime.
Mas vamos aos fatos que me leva a escrever hoje depois de alguns dias sem escrever nada.
Ontem resolvi assistir a reunião do plenário do Senado pela TV Senado. As vezes gosto de assistir para ver em que deu o meu voto. 
E uma das coisas que muito me chamou atenção foi a gritaria de um deputado a respeito de uma tal manifestação que segundo ele haverá no dia 15 de Março.
Disse ele que todo povo brasileiro vai aderir a essa manifestação.
E eu. Mesmo sendo de frente a minha tv, gritei:
Me tire do meio desse rolo, porque lá eu não vou nem que a vaca tussa.
Afinal vão comemorar o quê? Essa não entendi.
E já que essa manifestação vai ser de grande porte eu pediria aos participantes.
Será que daria pra passarem na cracolância e ver em que situação está aquele povo?
E estando no centro da cidade de São Paulo aproveitem a oportunidade pra ver o LIXO.
Bem que eu poderia enumerar as ruas, mas pra facilitar o acesso, a Rua Guaianases tem um lixo na esquina com a rua Aurora que só Deus pra ter misericordia.
E as calçadas? Todas cheias de buracos, todo cuidado é pouco pra não cair, porque se alguem cair, os hospitais já sabem. Estão lotados, não tem médico pra atender a tanta gente doente.
Embora o mosquito da dengue anda voando por aí, as guias das calçadas estão cheias de agua parada e lixo por todos os lados.
Não seria mais humano que essa manifestação fosse para socorrer os desvalidos da sorte?
Aos adeptos da terra plana, ou encarnação da inquisição. Nessa manifestação vão comemorar o quê?
Até agora não entendi!

17 de outubro de 2019

Brincadeiras de Criança 2

01:35 0 Comments

brincadeiras de criança
Na escola, a nossa professora nos incentiva a brincar. Quando era brincadeiras de esconde esconde, de amarelinha e outras, tinhamos um dia e horário reservado para tal e se realizava numa parte externa da escola.
Não existia uma só situação que não fosse motivo para criar uma história, as mais absurdas pois mente de criança voa igual passarinho.
E como eramos felizes!



Fazer Bolinha de Sabão, quem não lembra?

brincadeiras de criança

E quem nunca brincou de Amarelinha?

brincadeiras de criança

Existia também o dia de fazer teatro. Uns cantava, outros recitavam, outros faziam imitação de teatro como o besouro do piauí. Conhece o Besouro do Piauí?

Besouro do Piauí

Lembro que eu adorava cantar essa musiquinha do Palhaço Carequinha

quando eu vejo uma criança bem sapeca
Eu me lembro que também já fui assim
Por minha causa o papai ficou careca
E a mamãe ficou velha depressa por causa de mim

O papai comprou pra mamãe usar
Um chicote de amargar
Com o tal chicote dei tantos pinotes
Que aprendi dançar o xote


E na escola o desfile de astros candidatos ao trono de Reis do Humor continuava. 
recitando poesia



E saia cada uma que contando ninguém acredita.
Lembro de um coleguinha mais afoito e vestido de palhaço. Cantou essa música que quase mata a nossa professora de tanta vergonha. E seu instrumento musical, era uma bacia enorme de zinco. Com certeza era da sua mãe lavar roupas.


Um dia de sexta feira
C... na mão e joguei no meio da feira
A M... endureceu
Um caminhão passou por cima e estourou o pneu

Levaram pra prefeitura
Foram examinar e era M... pura
Me levaram para o xadrez
Se brincar de novo eu C... outra vez

E sem cerimonia nenhuma ainda continuou:

Eu vou lhe contar um caso
Um causo que aconteceu
O inferno pegou fogo
E a mãe do diabo morreu
A galinha quebrou o resguardo
Do peido que o galo deu

Quando eu era pequenino
Minha mãe me dava leite
Como hoje estou crescido
Minha mãe me dá cacete

E levou muito tempo pra esse coleguinha da escola ter sossego.
Era chegar e a criançada repetir o caso.
Repetiram tanto que guardei direitinho nas minhas memórias.

Hoje, depois de tantos anos quando o revejo não dá pra não relembrar aquele dia!
Daí ele responde bem assim: 'AQUILO É QUE ERA UM FILHO DE UMA ÉGUA! KKKKK